HOME PAGE

A MEMÓRIA DA MÚSICA POPULAR

DISCOS DE SUCESSOS

DISCOS RAROS

FALE CONOSCO

AGNALDO RAYOL - AGOSTINHO DOS SANTOS

 

 

 AGNALDO RAYOL 

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA 

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 12-01-1959

“...

NOVOS PREMIADOS DA COPACABANA

No Certame dos Melhores do Disco Nacional, de 1958, foram agraciados com o troféu da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, prêmio concedido pela Biblioteca Municipal e Secretaria de Educação e Cultura da Prefeitura do Distrito Federal, os seguintes artistas da Copacabana Discos:

Morgana Cintra (revelação de cantora) – Agnaldo Rayol (revelação de cantor) - ...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 14-02-1959

 

“NOTÍCIAS DA COPACABANA

Em seu recente boletim, a Copacabana comenta que o próximo LP de Altamiro Carrilho, que encabeçará o suplemento de após os festejos de Momo, intitular-se-a “Enquanto Houver Amor”.

...

Muito procurado “Serenata do Adeus”, nas interpretações de Morgana e Agnaldo Rayol. “Balada Triste”: outro sucesso que vem tendo a Copacabana, na voz inigualável de Ângela Maria.

...”

 

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 25-08-1959

 

“NOVIDADES

...

Agnaldo Rayol está com novo LP da Copacabana na praça. O disco intitula-se “Sonhos Musicais”, com acompanhamentos de Maria Pereira e orquestra, apresentando músicas brasileiras, americanas, italianas, etc....”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 31-12-1959

 

“PANORAMA DO DISCO EM 1959

...

Entre os discos mais vendidos no ano, temos: “Siete Notas de Amor”, pelo Trio Los Panchos (Columbia) - ... – Agnaldo Rayol, com “Onde Estará Meu Amor?” (Copacabana).

...”

 

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 23-02-1960

 

“O ASSUNTO É O MESMO: CARNAVAL 1960

E aqui estão algumas das gravações mais rodadas pelas emissoras da capital gaúcha, com vistas ao carnaval: “Maria Cachaçinha”, com Alvaiade (Campeão) - ... – “Você”, com Agnaldo Rayol (Copacabana) - ...”

 

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 27-02-1960

 

“CARNAVAL 1960

A Copacabana acaba de lançar o LP “Carnaval de 1960”, reunindo as seguintes músicas: Fala Saudade, samba de Edu Rocha e Milton Legey (Gilberto Alves) - ... – Você, marcha-rancho de Heitor Carrillo e Mario Albanese (Agnaldo Rayol) - ...

Reunindo 16 faixas com músicas alusivas ao próximo festejo de Momo, aí está “Carnaval de 1960”, uma gravação para agradar aos foliões. Disco Copacabana, CLP 11.138. É a nossa sugestão para este carnaval."

 

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 12-04-1960

 

“NOVIDADES DA COPACABANA

Em long-play a Copacabana lançou na praça as seguintes gravações: “Recordando o Paraguai”, com Julian Rejala e seu Conjunto Folclórico Guarani, CLP 11.119 – “Descendo o Morro – n.3”, com Roberto Silva (sambista), CLP 11.135 - ...

Na categoria de 78 rotações, temos: “Lampião de Gás”/”Canção do Jornaleiro” (Franquito) - ... – “Sou Eu”/”Minha Impaciência” (Agnaldo Rayol) - ...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 05-07-1960

 

“AS SUAS ORDENS

...

R. Soares – O mais recente lançamento de Agnaldo Rayol, em long-play, é “Maior do que a Saudade”. O Trio de Ouro é composto por Lourdinha Bittencourt, Raul Sampaio e Herivelto Martins. Nosso muito obrigado pela atenção.

...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 16-07-1960

 

“NOVIDADES DA AUDIO-FIDELITY

...

NOVOS LANÇAMENTOS DA COPACABANA

“Rock do Mendigo” – Extended-play apresentando Moacyr Franco, em “Tu És o Meu Grande Amor”, “Romântica”, “Rock do Mendigo” e “Quero Amar” (“I Like Girls”).

“Sonata Sem Luar” e “Elegia ao Violão”, com Morgana.

“Maior do que a Saudade”, long-play, com Agnaldo Rayol, em “Quando as Saudades se Encontram”, “Balada da Chuva e do Vento”, “Canção da Tristeza”, “As Horas de Tua Vida”, “Sombras” e outras músicas.

...

SUCESSOS COPACABANA

São as seguintes as gravações do selo Copacabana mais procuradas nas lojas de discos:

Long-play: “Mecha Branca”, com Maria Thereza - ...

Extended-play: “As Aves Marias”, com Ângela Maria e Os Canarinhos de Petrópolis - ...

Em 78 rotações: “Tu És Meu Castigo”, com Agnaldo Rayol - ...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 12-08-1960

 

“...

AGNALDO RAYOL

Agnaldo Rayol é considerado a melhor voz da atualidade em todo o Brasil. Aparece com o seu LP, cujo título sugestivo é “Maior do que a Saudade”, com uma dúzia de melodias inéditas. Os arranjos e a direção deste disco estão sob a batuta do maestro Renato de Oliveira. A gravação foi considerada como sendo o melhor lançamento do famoso cantor, que, dia a dia, vem ganhando maior nome ante o público discófilo, pois Agnaldo merece, canta sério e sabe dar valor aos seus fãs. Grava na Copacabana.

...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 29-09-1960

 

“...

CONHEÇA MELHOR O SEU ARTISTA PREFERIDO: AGNALDO RAYOL

Agnaldo Rayol, considerado uma das melhores vozes da atualidade em todo o Brasil, aparece com um LP, cujo título sugestivo é “Maior do que a Saudade”. São doze melodias inéditas, com arranjos e direção do maestro Renato de Oliveira. Este disco foi considerado o melhor lançamento do famoso cantor que, dia a dia, vem ganhando maior nome ante o público discófilo, pois Agnaldo merece, canta e sabe dar valor aos seus fãs.

...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 19-03-1961

 

“AGNALDO RAYOL

Agnaldo nasceu no Rio de Janeiro, no dia 3 de março de 1938. Com apenas oito anos começou a cantar num programa infantil da Rádio Nacional, que era produzido por Renato Murce. Nessa mesma ocasião, surgiu uma oportunidade para tomar parte no filme “Também Somos Irmãos”, no qual cantou e representou. Aos doze anos, seu pai, Oficial da Marinha, por ter sido transferido para o norte do país, viu-se obrigado a deixar, temporariamente, o rádio e o cinema. Mesmo assim, no norte, apresentou-se por diversas vezes na Rádio Poty, de Natal. Aos dezoito anos voltou a fixar residência no Rio. Convidado para tomar parte em um festival beneficente, em Juiz de Fora (MG), apresentou-se com muito brilho ao lado de muitos artistas famosos. Entre os presentes, encontrava-se o radialista J. Antonio D’Avila, então Diretor Artístico da Rádio Tupy, o qual resolveu contrata-lo como artista exclusivo pelo período de dois anos.

Logo em seguida, a Copacabana contratou-o para figurar em seu “cast” artístico, também com exclusividade. Seu primeiro disco reuniu o samba de Marino Pinto e Vadico, “Prece”, e o samba-canção de Vinicius de Moraes e Antonio Carlos Jobim, “Se Todos Fossem Iguais a Você”. Um sucesso! Depois, outro disco, reunindo o samba-canção de Lina Pesce, “Onde Estará Meu Amor?” e o samba de Wilma Camargo, “Tarde Demais”. Novo sucesso!

Obtendo grandes êxitos em suas apresentações no rádio e Tv do Rio, logo recebeu proposta para atuar na capital bandeirante, onde tem um programa e onde é o ídolo do público ouvinte. (Fonte: Gravadora Copacabana).

...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 23-05-1961

 

“...
NOTAS EM HI-FI

...

Carequinha, artista da Copacabana, obteve êxito nacional com “O Bom Menino”, cuja tiragem já passa das 80 mil cópias vendidas – O Departamento de Vendas da Copacabana anuncia que está alcançando excelente índice de vendagem o long-play “Elizete Cardoso, A Meiga Elizete” – Agnaldo Rayol renovou seu contrato com a Copacabana por mais dois anos. Agnaldo já está programando com a direção da gravadora uma série de lançamentos - ...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 01-01-1963

 

“PANORAMA DO DISCO EM 1962

...

Julho – Agnaldo Rayol volta ao disco com o long-play “Se Ela Voltar”. - ...”

 

DISCOGRAFIA

(Apenas discos conhecidos)

 

1958 – 78 – “Onde Estará Meu Amor?” – Copacabana

1959 – 78 – “Serenata do Adeus” (com Morgana) - Copacabana

1959 – LP – “Sonhos Musicais” - Copacabana

1960 – 78 – “Você Foi Porque Quis” – Copacabana

1960 – 78 – “Sou Eu” – “Minha Impaciência” – Copacabana

1960 – 78 – “Marina” – Copacabana

1960 – 78 – “Tu És Meu Castigo” – Copacabana

1960 – 78 – “Você” – Copacabana

1960 – LP – “Maior do que a Saudade” – Copacabana

1962 – LP – “Se Ela Voltar” – Copacabana

s/data- LP – “A Mais Bela Voz do Brasil” – Copacabana

s/data- LP – “Quando o Amor te Chama” – Copacabana

s/data- LP – “As Minhas Preferidas” – Copacabana

 

 AGOSTINHO DOS SANTOS

 

 

 

 

 

 

 

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA

DiscoVision -  O Estado do Rio Grande - 06-08-1958

"MISS BRASIL E AGOSTINHO DOS SANTOS 

Adalgisa Colombo, atual Miss Brasil e Vice-Miss Universo, foi a madrinha do cantor Agostinho dos Santos quando recebeu pela primeira vez o disco de ouro como o melhor do ano. "Antonio Carlos Jobim e Fernando César na voz de Agostinho dos Santos" é o título do recente LP de 12" gravado por este cantor. Em nossa cidade vem alcançando sucesso dia a dia o 78 "Estrada do Sol" e "Dó-Ré-Mi", em sêlo Polydor.

....."

(Acima desta nota há uma foto da Miss Brasil fazendo a entrega do prêmio ao cantor Agostinho dos Santos). 

Discomentando - Jornal do Dia - 13-12-1958

".....

Eis aqui, pois, com sua devida classificação, os mais vendidos na semana:

78 rpm:

1. - Meu Castigo - Agostinho dos Santos e Maysa - RGE

....." 

DiscoVision - Estado do Rio Grande - 17-02-1959

"LANÇAMENTOS DA CONTINENTAL

.....

NOTICIÁRIO POLYDOR

CATERINA VALENTE EM MAIS UM LP

.....

ELES CANTAM ASSIM

Reunindo alguns artistas do seu elenco nacional, a Polydor lançará dentro em breve um long-play intitulado "Eles Cantam Assim", que trará Agostinho dos Santos, Carlos José, Germano Mathias, Aracy de Andrade, Carlos Augusto, José Ribamar e a Dupla Ouro e Prata. LPNG 4036.

....."  

Discomentando - Jornal do Dia - 04-04-1959

".....

ELES CANTAM ASSIM

Reunindo alguns artistas do seu elenco, a Polydor lança um long-play intitulado "Eles Cantam Assim", com Agostinho dos Santos, Carlos José, Germano Mathias, Aracy de Andrade, Carlos Augusto, José Ribamar e a Dupla Ouro e Prata.

....." 

Discomentando - Jornal do Dia - 16-05-1959

"Um Beijo e um Violino"

.....

"Eles Cantam Assim" (LPNG 4036) - LP gravado pelo "cast" Polydor: Agostinho dos Santos, Dalva de Andrade, Carlos Augusto, Aracy de Almeida, Carlos José, Norma Suely, etc., cada um interpretando as melodias que obtiveram maior aceitação pelo público, entre as gravações realizadas por aqueles artistas nestes últimos meses.

....." 

Discomentando - Jornal do Dia - 21-07-1959

"ELES CANTAM ASSIM

Eles Cantam Assim é o título de um recente lançamento da Polydor, em 33 1/3 rotações, apresentando os seguintes cartazes: Carlos Augusto, Aracy de Almeida, Carlos José, Trio Guarany, Germano Mathias, Norma Suely, Agostinho dos Santos, Dalva de Andrade, Dick Farney, Dupla Ouro e Prata, Alvarenga e Ranchinho e José Ribamar.

Faixas:

.....

"Estrada do Sol", samba-canção de Jobim e Dolores Duran, interpretada por Agostinho dos Santos;

.....

Realmente é um disco de grande personalidade. Notável da primeira à última faixa com esta excelente escolha de vozes e melodias. Uma gravação de possibilidades, pela sua variedade numa surpreendente coloração musical, e que por certo irá agradar aos discófilos que poderão desfrutar deste ótimo programa em longa duração da Polydor. - LPNG 4036." 

Discomentando - Jornal do Dia - 08-10-1959

"COLUNA DE OURO

Dedicamos a nossa secção de hoje ao inimitável cantor da RGE, Agostinho dos Santos, que com sua personalidade vocal vem recebendo dia a dia um número maior de fãs. Depois de gravar "A Felicidade", em rotação comum, lançou o long-play "O Inimitável", que combina bem com a interpretação totalmente própria do jovem Agostinho dos Santos. A ele, Discomentando dedica o espaço de hoje.

....."

Discomentando - Jornal do Dia - 30-10-1959

".....

NOTAS EM HI-FI

.....

O principal lançamento da RGE, em setembro, foi o LP "Inimitável", com Agostinho dos Santos.

....."

Discomentando - Jornal do Dia - 24-02-1960

"A NOITE DO MEU BEM

Eis o primeiro longa duração de Elza Laranjeira, e que leva a etiqueta RGE.

.....

No lado B, poderão ouvir "Fale Baixinho", uma das faixas preferidas da cantora, e que pertence à dupla Portinho e Heitor Carrillo, "Quanto te Achei", samba-canção de Adoniram Barbosa e Hilda Hilst, "Podem Falar", samba de Agostinho dos Santos e Quico, .....

NOTAS EM HI-FI

Agostinho dos Santos, após grande sucesso na terra de além-mar, voltou ao Brasil.

....."

Discomentando - Jornal do Dia - 26-03-1960

"LENY EVERSONG

.....

NOVIDADES RGE EM "78"

.....

Agostinho dos Santos: "Cantiga de Quem Está Só" e "Natureza Morta".

....."

Discomentando - Jornal do Dia - 18-08-1960

"A TRIUNFAL CHEGADA DE ELVIS PRESLEY EM HOLLYWOOD

.....

"AGOSTINHO SEMPRE AGOSTINHO"

Agostinho dos Santos, cantor exclusivo da RGE, está na praça com mais um longa duração. Este, intitula-se "Agostinho Sempre Agostinho". E o inimitável surge interpretando uma seleção agradável de melodias novas. Com seu estilo único de cantar, temos as seguintes faixas: Céu e Mar (Johnny Alf), O Amor em Paz (A.C. Jobim - Vinicius de Morais), Na Solidão da Noite (A.C. Jobim), Mais Que a Minha Vida (Antonio Maria - Pernambuco), Leva-me Contigo (Dolores Duran), Dindi (A.C. Jobim - Aloysio de Oliveira), Chora Tua Tristeza (O. Castro - L. Fiorini), Saudade Querida (Tito Madi), Beleza Moça (Garoto), Chuva Prá Molhar o Sol (Agostinho dos Santos - E. Borges), Coisas Certas (R. Ribeiro - Waltinho) e Mulher Passarinho (Caetano Zama - Roberto Freire). 

De um lado temos arranjos, direção e orquestração de Waldemiro Lemke. Na outra face, o Conjunto Breno Sauer, com o nome de Conjunto RGE. Para os fãs de Agostinho dos Santos recomendamos mais esta gravação da RGE. XRLP-5081."

Discomentando - Jornal do Dia - 23-09-60

".....

RGE: OS MAIS VENDIDOS

Os discos mais vendidos pela RGE, no momento, são: "Agostinho Sempre Agostinho", ....."

Discomentando - Jornal do Dia - 31-12-60

"PANORAMA DO DISCO EM 1960

A exemplo do que já fizemos no último dia de 1959, publicamos hoje uma relação dos artistas que mais se destacaram em 1960, tanto no lado nacional como no estrangeiro.

.....

OUTROS MELHORES EM 1960

Salientamos mais alguns astros e estrelas que se destacaram durante os últimos 365 dias:

.....

Agostinho dos Santos, com "Cantiga de Quem Está Só" (RGE);

....."


PROGRAMAS DE RÁDIO

Programa "A Sua Manhã de Domingo" - 21-04-1963

".....

Regressou dia 30 próximo passado da Argentina, onde esteve para o lançamento oficial da RGE, em Buenos Aires, o sr. José Scatena, presidente dos Discos RGE. A RGE passou a ser distribuída na Argentina pela Fermata. Em companhia de José Scatena compareceram ao grande lançamento os artistas brasileiros exclusivos da RGE: Miltinho, Agostinho dos Santos e Rosana Toledo.

.....

"Sua Majestade, o Sucesso" com o êxito do momento: "Samba em Prelúdio", de Vinicius de Morais e Baden Powell, na interpretação de Rosana Toledo e Agostinho dos Santos. É uma gravação RGE. "Samba em Prelúdio", em "Sua Majestade, o Sucesso".

(Rodado "Samba em Prelúdio")

....."


APONTAMENTOS

O cantor denominado "o inimitável" morreu no dia 11 de julho de 1973, em acidente aéreo, nas proximidades do Aeroporto de Orly. O avião já se encontrava em processo de aproximação da pista quando teve início um incêndio em um dos banheiros da aeronave e o comandante optou por um pouso forçado em uma área de plantações de hortaliças. Salvou-se apenas o comandante enqüanto os demais tripulantes e todos os passageiros morreram asfixiados pela intensa fumaça no interior do aparelho. O mesmo comandante desapareceu, anos mais tarde, com toda a tripulação, em um vôo de cargas entre Tóquio e Los Angeles. Nunca se teve qualquer notícia sobre o paradeiro da aeronave.


DISCOGRAFIA

1953 - 78 - Rasga Teu Verso - Star.

1955 - 78 - O Vendedor de Laranjas - A Última Vez Que Vi Paris - Polydor.

1956 - 78 - Meu Benzinho - Falam Meus Olhos - Polydor.

1956 - 78 - Pula-Pula - Vai Sofrendo - Polydor.

1956 - 78 - Canção do Mar - Pif-Paf - Polydor.

1956 - 78 - Vagabundo e Sonhador - Até Logo, Jacaré - Polydor.

1957 - 78 - As Três Marias - Minha Oração - Polydor.

1957 - 78 - Doce Mãezinha - Homenagem a Minha Mãe - Polydor.

1957 - 78 - Chove Lá Fora - Triste a Recordar - Polydor.

1957 - 78 - Só Você - Maria dos Meus Pecados - Polydor.

1957 - 78 - É Tão Gostoso Amar - Não Digo - Polydor.

1958 - 78 - Dó Ré Mi - Estrada do Sol - Polydor.

1958 - 78 - Meu Castigo (com Maysa) - RGE.

1958 - LP - Antonio Carlos Jobim e Fernando Cesar na Voz de Agostinho dos Santos - Polydor.

1959 - 78 - Se Todos Fossem Iguais a Você - Polydor.

1959 - 78 - Balada Triste - RGE.

1959 - 78 - A Felicidade - RGE.

1959 - LP - O Inimitável - RGE.

1960 - 78 - Cantiga de Quem Está Só - Natureza Morta - RGE.

1960 - 78 - Balada do Homem Sem Deus - RGE.

1960 - LP - Agostinho Sempre Agostinho - XRLP5081 - RGE.

1967 - LP - Os Grandes Sucessos de Agostinho dos Santos - Premier.