HOME PAGE

A MEMÓRIA DA MÚSICA POPULAR

DISCOS DE SUCESSOS

DISCOS RAROS

FALE CONOSCO

GORDURINHA

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 01-04-1960

“...

NOVOS SUCESSOS CONTINENTAL

A fábrica Continental apresenta seus novos sucessos: "Chicletes com Banana", com Gordurinha. - ..."

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 09-04-1960

“...

NOVIDADES EM 78 ROTAÇÕES

CHANTECLER

...

CONTINENTAL

Chicletes com Banana, samba - Baianada, côco (Gordurinha) - ..."

DISCOMENTANDO - Jornal do Dia - 02-07-1960

NOTAS EM HI-FI

...

Eis os discos de maior vendagem da CONTINENTAL: 1o. "Banho Enxuto", com Zé Fidelis - 2o. "Cinzas do Passado", com Albertinho Fortuna - 3o. "Menina Moça", com Albertinho Fortuna - 4o. "Como se Deve Amar", com Orlando Corrêa - 5o. "Mambo da Cantareira", com Gordurinha.

..."

DISCOMENTANDO - Jornal do Dia - 13-12-1960

GRANDE RENOVAÇÃO NO "CAST" DA CONTINENTAL - LANÇAMENTO DA NOVA ETIQUETA DISQUINHO - BOAS AQUISIÇÕES PARA POSTOS CHAVES NA ADMINISTRAÇÃO

A CONTINENTAL, que não poupa esforços em bem servir ao público com boas gravações, vem de sofrer grande renovação em seus vários setores.

Está bem claro o bom trabalho da CONTINENTAL. A aceitação de muitas produções fonográficas e a fama que estão alcançando os seus artistas, dizem bem  da ansiedade existente entre os atuais dirigentes da citada etiqueta em mantê-la no primeiro plano da fonografia nacional. 

Uma das renovações que sofreu a CONTINENTAL foi a de aparelhamento de gravação nos dois estúdios, Rio de Janeiro e São Paulo. A aquisição da máquina Scully dará também um novo impulso nesta fase, pois é a mais moderna máquina do momento para o corte de matrizes. A reestruturação interna dos setores Repertório e Vendas  foi outro ponto atingido. Foi lançado o Departamento Internacional, que cuidará das importações e exportações de discos, com a máxima presteza. O "cast" foi renovado por elementos capazes de atender às preferências do público. Dentre os novos figuram os nomes de Gordurinha, dono de vários sucessos; Carlos José, cantor já consagrado; Valéria, que despontou como "lady-crooner" do conjunto de Steve Bernard; The Bells, conjunto vocal de quatro rapazes que cantam os ritmos atuais com impressionante precisão; Steve Bernard, famoso organista que já gravou muitos êxitos; Luis Roberto e Jair Humberto, duas vozes bonitas em estilos diversos; Ted Moreno, já bastante conhecido e muitas vezes premiado em sua curta carreira; Os Cariocas, em auspicioso retorno; e a mais recente aquisição, que se chama Angela Maria, cantora que dispensa qualquer comentário. E muitos outros poderiam ser citados.

Dentro deste plano de renovação foi lançada a nova etiqueta, DISQUINHO, o contador de histórias para a petizada. Foi modificado o clássico emblema "três sininhos" para caracterizar a nova fase. A CONTINENTAL passará a exportar gravações em "stéreo" e monaural para os Estados Unidos, América do Sul e Europa.

É esta a nova meta que está sendo gradualmente planejada, graças à qualidade do som que a autoriza a buscar mercados externos e, de outro lado, o acentuado espírito de equipe que vem norteando todas as deliberações da Gravadora."

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 21-01-1961

"ENCERRAMENTO FESTIVO DO ANO DE 1960 NA CONTINENTAL

A etiqueta dos Três Sininhos, demonstrando o quanto está feliz com os excelentes resultados alcançados no ano recém findo, resolveu premiar todos os artistas de seu "cast" realizando para esse fim uma agradável reunião em que artistas, diretores e funcionários puderam externar os sentimentos de amizade e entusiasmo pela tradicional etiqueta.

Os seis primeiros colocados em vendas durante todo o ano foram agraciados com um emblema dos três sininhos, em ouro, e os demais receberam brindes de valor estimativo e material.

Reinou a alegria, sendo exaltados nos pequenos grupos que se formaram e nas palavras pronunciadas pelo dr. Sávio Silveira, Diretor Presidente da Companhia, um grande número de razões que justificaram plenamente a euforia da família dos Três Sininhos.

Os resultados financeiros e artísticos comprovam a eficiência do trabalho que vem sendo empreendido em todos os setores.  

A crônica especializada e a aceitação de parte do público afirmam o alto nível técnico, a primorosa seleção, os soberbos arranjos e as grandes interpretações e a propriedade com que foi utilizada a capacidade de cada um dos componentes do "cast", pelos responsáveis pelo repertório e pela técnica de gravação.

No setor vendas foram batidos todos os recordes situando-se a Fábrica na primeira linha da fonografia nacional.

No setor industrial, um grande número de melhorias introduzidas na Fábrica, proporcionam a reprodução de todas as magníficas nuances registradas em fita nos dois modernos estúdios da Continental.

A recuperação de valores antigos, tradicionais na Gravadora, é o retorno de queridos artistas a sua casa. A conquista de famosos valores fizeram do "cast" da Continental, um dos mais respeitáveis do país. Eis a razão do entusiasmo que norteia os destinos da grande Fábrica cem por cento brasileira.

Os nomes de todos os artistas que mereceram da direção da Continental os agradecimentos pela colaboração em 1960, acham-se abaixo relacionados:

Araci Costa - Albertinho Fortuna - Angela Maria - Antonio Rago - Barbara Ardanui - Carlos José - Claudia Zimmer - Conjunto Flamboyant - Dilermando Reis - Duo Guarujá - Fernando Costa - Gordurinha - Gene Morales - Irmãs Castro - Jamelão - Jorge Goulart - Jair Humberto - José Carlos Corrêa - Los Viñales - Luiz Roberto - Moacir Gomes - Neide Fraga - Nora Ney - Os Cariocas - Orquestra e Coral Severino Filho - Orlando Corrêa - Pedro Gamarra - Paulo Tito - Radamés Gnattali - Risadinha - Raphael Puglielli - Ruy Rey - Steve Bernard - Severino Araújo - The Bells - Ted Moreno - Valéria - Vicente Orrego - Waldir Azevedo - Zé Fidelis - Zezé Gonzaga e Alvarenga e Ranchinho.

"Cast" Caboclo: Bate Pé e Catireiro - Bolinha e Suely - Faísca, Labareda e Nhá Benta - Gaucho do Luar - Jandigo e Asa Branca - Moreno e Paraguai - Nizio e Nezio - Os Carreteiros - Paiozinho e Zé Tapera - Pião Carreiro e Zé Gregório - Palmito e Zé da Serra - Rielinha - Salvador e Silva - Serrinha e Zé do Rancho - Tonico do Joazeiro - Trio Talismã - Trio Serrano - Vieira e Vieirinha - Xará e Timbauva - Zé Fortuna e Pitangueira e Zilo e Zalo.

E ainda do "cast" Continental, Paulo Dominguez.

Estes são os detentores das esperanças da Continental em 1961 em sua escala ascendente de realizações.

APONTAMENTOS 

 

Waldeck Artur Macedo, ou Gordurinha,  nasceu em Salvador, em 10 de agosto de 1922. Aos 16 anos apresentou-se num programa de calouros na Rádio Sociedade da Bahia, em Salvador. Integrou o conjunto vocal "Caidos do Ceu". Em 1951 já produzia programas na Rádio Tamandaré do Recife, Pernambuco. Em 1952 mudou-se para o Rio de Janeiro, retornou depois para Recife, atuando na Rádio Tamandaré e na Rádio Jornal do Comércio. Para o carnaval de 1956 gravou seu primeiro disco. Em 1957 passou a participar na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, na Rádio Tupi e na TV Tupi. Gordurinha veio a falecer no Rio de Janeiro em 16 de janeiro de 1969.

DISCOGRAFIA

78 rpm

1958 - Oito da Conceição - Vendedor de Caranguejo - Continental

1959 - Chicelete com Banana - Baianada - Continental

1959 - Tenente Bezerra - A Cadeia da Vila - Continental

1959 - Baiano Burro Nasce Morto - Sorvete com Gelo - Continental

1960 - Marcha da Cantareira - Meu Tutu - Continental

1960 - Súplica Cearense - Poeira de Morte - Continental

1960 - Não Sou de Nada - Eu Preciso Namorar - Continental

1961 - Meu Amigo Oliveira - Praça do Ferreira - Continental

1961 - Copacabana-Mambo - Já Fui Palhaço - Continental

1961 - Bossa Quase Nova - Tô Doido Pra Ficar Maluco - Continental

1962 - O Dono do Circo - Meio Termo - Continental

1962 - Olha o Rapaz - Marcha do Pescador - Continental

1962 - É Um Calo Só - Aquarela do Morro - RCA Victor

1962 - Baiano Não é Palhaço - Carta de ABC - RCA Victor

1963 - Nordeste Sangrento - 50 Megatons - Copacabana

LPs

1960 - Gordurinha Tá Na Praça - Continental

1961 - Mamãe To Agradando - Continental

1962 - A Bossa do Gordurinha - RCA Victor

1963 - Gordurinha...Um Espetáculo - RCA Victor

CD

2003 - Jackson do Pandeiro e Gordurinha - Enciclopédia Mus. Brasileira - Warner Music