HOME PAGE

A MEMÓRIA DA MÚSICA POPULAR

DISCOS DE SUCESSOS

DISCOS RAROS

FALE CONOSCO

HEBE CAMARGO - HERIVELTO MARTINS


HEBE CAMARGO

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 22-08-1958

"PRIMEIRO FESTIVAL RGE

Em comemoração ao primeiro aniversário da Rádio Gravações Especializadas Ltda., realizar-se-a hoje e domingo o "Primeiro Festival RGE", que deverá ser abrilhantado no Cine Cacique. Também hoje toda a "Festa RGE" estará no Grande Baile no Centro de Engenharia, quando será escolhida a "Namorada da Engenharia". Roberto Luna, Hebe Camargo, Laila Cury, Trio Marajá, e ainda Pocho e seu Conjunto e a Orquestra RGE, regida por Henrique Simonetti, deverão estar hoje em nossa cidade para abrilhantar o grande festival.

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 18-03-1960

"AS SUGESTÕES DO MOMENTO

...

Em 45 rotações mencionamos Os Brasileiros, Elza Soares, Leo Romano, Hebe Camargo. Luciano Tajoli e From The Hungry, com The Kingston Trio.

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 03-05-1960

"LANÇAMENTOS POLYDOR

...

LANÇAMENTOS: COTAÇÕES

Edmundo/Era Bom: Elza Soares (Odeon-4)...Quem É?/Conversa: Hebe Camargo (Odeon-4)...

Quadro de Cotação: 4 excelente; 3 bom; 2 regular; 1 ruim."

Discomentando - Jornal do Dia - 16-06-1960

"AS SUAS ORDENS

...

NOVO LANÇAMENTO DA ODEON 

Hebe Camargo gravou um novo disco em 78 rotações contendo o hino "Henriquinas" e o fado-canção "Cabralinas". Este disco será lançado dentro de breves dias.

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 26-06-1960

"AS SUAS ORDENS

...

NOTAS EM HI-FI

Hebe Camargo gravou um novo disco de 78 rotações para a Odeon. Contém o hino "Henriquinas" e o fado-canção "Cabralinas".

...

Discomentando - Jornal do Dia - 05-07-1960

"AS SUAS ORDENS

...

Manoel K. Flores - Sim, amigo leitor, a Hebe Camargo gravou para a Odeon o fado-canção "Cabralinas" e o hino "Henriquinas". A letra que pediu é publicada hoje.

"Cabralinas" - Fado-canção de Américo Antonio Pastor, composição em homenagem ao descobridor do Brasil.

Santa a bandeira das Quinas

Que tem as bençãos divinas

Conduz as naus cabralinas,

A fé de um povo conduz,

E chega vencendo os dias,

Fugindo das calmarias,

Bandeira das valentias,

A terra de Santa Cruz.

Frei Henrique à terra desce,

Ergue a cruz e diz a prece

E a Santa Missa oferece

Ao Almirante Cabral.

Surge então um mundo novo,

Nascendo o Brasil e o povo,

Do sangue ardente e renovo

Do sangue de Portugal.

..."

DiscoVision - Estado do Rio Grande - 21-07-1960

"NOVA GRAVAÇÃO DE MORGANA

...

NOVIDADES DA ODEON

...

Hebe Camargo - Foi lançado no Brasil e em Portugal, o "78" contendo o hino "Henriquinas" e o fado "Cabralinas". As músicas contidas nesta novidade de Hebe Camargo são de autoria de Américo Antonio Pastor e Gumercindo Fleury. Acompanhamento da Orquestra e Coro de Francisco Morais.

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 30-07-1960

"AS SUAS ORDENS

...

Manoel K. Flores - Já foi lançada em Porto Alegre a gravação de Hebe Camargo, com "Cabralinas" e "Henriquinas", para a Odeon. Recebemos uma comunicação da gravadora informando o seguinte: 

"Em homenagem ao Infante D. Henrique, fundador da Escola de Sagres, e ao Almirante Pedro Alvares Cabral, descobridor do Brasil, a lourice de Hebe Camargo, à convite da Odeon, gravou um "78" magnífico, que reune o hino "Henriquinas" e o fado "Cabralinas", músicas de Américo Antonio Pastor, em poemas do historiador Gumercindo Fleury. Notáveis arranjos à cargo do maestro Francisco Morais, direção artística de Julio Nagib. Ponto alto, sem dúvida, entre as comemorações henriquinas".

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 25-08-1960

"AS SUAS ORDENS

...

HEBE CAMARGO: "SOU EU"

A ODEON acaba de editar um 12 polegadas com uma das melhores cantoras do Brasil: Hebe Camargo, artista exclusiva da ODEON, que lançou "Sou Eu", um show de personalidade com boa música e a voz diferente da cantora.

Além da bonita voz de Hebe Camargo, temos a Orquestra de Francisco Moraes e o Conjunto e Coro de Mário Gennari Filho. A seleção deste álbum é a seguinte:

"Quem é?" (rock balada de O. Magalhães e O. Navarro), "Cupido não Falhou" (samba de M. Gennari Filho e Maria Angelina), "Conversa" (samba de E. Gouveia e J. Amorim), "Lua Escura" (rock balada de Miller, versão de J. Nagib), "Encontro com a Saudade" (samba-canção de B. Blanco e N. Queiroz), "Ausência de Você" (samba de Sergio Ricardo), "Cantiga de Quem Está Só" (samba-canção de E. Gouveia e J. Amorim), "Creia" (rock balada de O. Navarro e A. Franco), "Melodia Italiana" (calypso de Pinchi e Donida, versão de Augusto Cesar), "Hino ao Amor" (fox-balada de E. Piaf e Monnot, versão de O. Marsano), "A Canção dos Seus Olhos" (samba-canção de Pernambuco e Antonio Maria) e "Mundo Mau" (samba de S. Morais e J. Rosemberg).

Este é um dos melhores long plays lançados neste mes. Apesar de ser editado há pouco, já é um sucesso absoluto.

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 26-08-1960

"OS SUCESSOS DO MOMENTO

...

SÍNTESE DE NOVIDADES EM LP ODEON

...

"Sou Eu" - Em foco uma das mais bonitas vozes do Brasil. A proprietária desta voz de personalidade, chama-se Hebe Camargo, dando um verdadeiro show de interpretação, com os acompanhamentos de Francisco Morais e sua Orquestra e Mário Gennari Filho, seu Conjunto e Coro. O "big show" inicia com "Quem É?", seguido por "Cupido Não Falhou", "Conversa", "Lua Escura", "Encontro com a Saudade", "Ausência de Você", "Cantiga de Quem Está Só", "Creia", "Melodia Italiana", "Hino ao Amor", "A Canção dos Seus Olhos" e "Mundo Mau". MOFB-3174.

..."

DiscoVision - Estado do Rio Grande - 15-09-1960

"NOTAS E DESTAQUES

...

SUGESTÕES DA SEMANA

78 rpm - ...

Long-play - Nos Requebros do Samba (Diversos conjuntos e orquestras - Copacabana) - Sou Eu (Hebe Camargo - Odeon) e As Mais Famosas Versões (Diversos artistas - Copacabana).

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 20-10-1960

"NOVIDADES COPACABANA EM LONG-PLAY

...

AS SUAS ORDENS

"Lua Escura" - ("Dark Moon") - de Miller, versão de Julio Nagib. Gravação de Hebe Camargo. Pedido de Neri Zita Martini, Espumoso, RS.

Porque

Eu vejo a lua

Tão escura

Sempre triste

A esconder seu esplendor

Não sei

Se é a lua

Assim escura

Porque sinto

Não ter mais

Qualquer amor...

Eu sempre quis

Poder ser feliz

Mas, nunca encontrei

O amor que desejei

Ai..."

Discomentando - Jornal do Dia - 31-12-1960

"PANORAMA DO DISCO EM 1960

...

OS MELHORES DE 1960

Cantores - ...

Cantoras - Nacional: Quem É? É a simpática Hebe Camargo pelo lançamento de seu LP "Sou Eu" (Odeon). - Norte-americana: ...

O que nos reservou 1960:

...

Agosto - ... O melhor LP: "Sou Eu", canta Hebe Camargo, em selo Odeon.

..."

Discomentando - Jornal do Dia - 14-03-1961

"NOTAS EM HI-FI

...

Os sucessos do momento: "Devaneio", com Miltinho; "Nunca aos Domingos", com Hebe Camargo; e "Esmeralda", com Carlos José."

Discomentando - Jornal do Dia - 31-12-1961

"PANORAMA DO DISCO EM 1961

...

O que nos reservou o ano de 1961:

...

Março - ... Os sucessos são "Devaneio", com Miltinho; "Nunca aos Domingos", com Hebe Camargo; e "Esmeralda", com Carlos José....

Abril - "Nunca aos Domingos" continua sendo grande sucesso.

..."

PROGRAMAS DE RÁDIO

Parada Musical da Semana - Rádio Cultura - 18-06-1960

(Texto) "Hebe Camargo gravou um novo disco de 78 rotações para a Odeon. Este contém o hino "Henriquinas" e o fado-canção "Cabralinas" e será lançado dentro de breves dias no Brasil e em Portugal".

APONTAMENTOS

Hebe Camargo nasceu dia 8 de março de 1929, em Taubaté, SP, e veio a falecer em 29 de setembro de 2012, em São Paulo. Seu pai, Fego Camargo, era violinista. Em 1943 a família mudou-se para São Paulo, onde Fego passou a integrar a orquestra da Rádio Difusora. Hebe, que tinha como ídolo Carmen Miranda, passou a cantar em programas de calouros, recebendo diversos prêmios pelo seu talento. Em 14 de julho de 1964, Hebe casou-se com o empresário Décio Capuano, e a partir daí passou a dedicar-se unicamente à família. Em 20 de setembro de 1965 nasce seu filho (o único) Marcello. Hebe retorna a sua atividade artística e, em 1971, seu casamento chega ao fim. Em 1973 Hebe conhece Lélio Ravagnani, seu último companheiro. Em 1990 foi escolhida como "A Cara de São Paulo" e em 1994 recebe o título de Cidadã Paulistana. Lélio falece em 2000 e Hebe continua seu trabalho vitorioso como cantora e apresentadora de tv até meses antes de sua morte.

DISCOGRAFIA

1955 - 78 - Madalena (Carnaval de 1956)

1960 - 78 - Quem É? - Conversa - Odeon

1960 - 78 - Henriquinas - Cabralinas - Odeon

1960 - LP - Sou Eu - Odeon

1961 - 78 - Nunca aos Domingos - Odeon

1967 - LP - Hebe - Odeon

s/dta - LP - Hebe...e Vocês - Polydor

1967 - LP - Hebe...e os Arranjos de Gaya - Polydor

2001 - CD - Como é Grande o Meu Amor Por Vocês - Hebe canta duetos com famosos - Universal Music


 

HERIVELTO MARTINS

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA

 

Discomentando – Jornal do Dia – 18-06-1958

“NOSSA FINALIDADE

...

Vamos Cantar: Ave Maria no Morro, samba de Herivelto Martins – Gravação de Dalva de Oliveira (Odeon), Trio de Ouro (RCA Victor) e Nelson Gonçalves (RCA Victor).

Barracão de zinco, sem telhado,

Sem pintura, lá no morro,

Barracão é “bungalow”!

Lá não existe felicidade de arranha-céu,

Pois quem mora lá no morro

Já vive pertinho do céu!

Tem alvorada,

Tem passarada,

Alvorecer,

Sinfonia de pardais

Anunciando o anoitecer,

E o morro inteiro

No fim do dia,

Reza uma prece

Ave Maria! Ave Maria! Ave Maria!

E quando o morro escurece

Eleva a Deus uma prece

Ave Maria!” 

DiscoVision - Estado do Rio Grande – 26-01-1959

“CARNAVAL COLUMBIA

...

“Carnaval Com Quem?”, um bonito sambinha de Herivelto Martins e Grande Othelo, tem como intérprete este último. Na outra face, Othelo interpreta, com Vera Regina, a marcha de sua autoria e Bebeto, “Mulheres à Vista”. - ...” 

DiscoVision – Estado do Rio Grande – 14-02-1959

“SUPLEMENTO RCA VICTOR DE 78 RPM

A RCA Victor, na semana passada, lançou um grande suplemento de gravações em 78 rotações. Esta imparcial coluna fonográfica aqui está para, mais uma vez, informar aos seus leitores as novidades do disco.

LINDA BATISTA: O Maior Samba do Mundo (de Herivelto Martins e David Nasser) – Que Adianta (samba-canção de Aldacir Louro e Santos Garcia). Adiantamos que “O Maior Samba do Mundo” merece ser ouvido por todos aqueles que são fãs da grande cantora. Neste samba, falando dos “grandes de nossa música popular”, notamos a voz também de Nelson Gonçalves.

...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 17-02-1959

“SUPLEMENTO RCA VICTOR DE 78 RPM

A RCA Victor, na semana passada, lançou um grande suplemento de gravações em 78 rotações. Esta imparcial coluna fonográfica aqui está para, mais uma vez, informar aos seus leitores as novidades do disco.

LINDA BATISTA: O Maior Samba do Mundo (de Herivelto Martins e David Nasser) – Que Adianta (samba-canção de Aldacir Louro e Santos Garcia). Adiantamos que “O Maior Samba do Mundo” merece ser ouvido por todos aqueles que são fãs da grande cantora. Neste samba, falando dos “grandes de nossa música popular”, notamos a voz também de Nelson Gonçalves.

...”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 19-04-1960

“...

REALIZANDO A VITORIOSA SÉRIE “DESCENDO O MORRO”, A DIREÇÃO ARTÍSTICA DA COPACABANA PROCUROU JUSTAMENTE OS SAMBAS PERTENCENTES À ÚLTIMA SÉRIE” (LÚCIO RANGEL).

Foi lançado na praça mais um LP da série “Descendo o Morro”, com o sambista Roberto Silva. Este é o terceiro volume. Raras são as gravadoras que se entregam à música brasileira como a Copacabana. Isto porque, em cada suplemento, há sempre surpresa em se tratando de nossa música. E ela foi aplaudida, comentada e bem recebida por todos através dos dois primeiros volumes de “Descendo o Morro”. A Copacabana voltou para atender ao público brasileiro, com Roberto Silva, interpretando as seguintes músicas:

“Curare” (Bororó) – “Domine a Sua Paixão” (Bastos Filho e Mafra) – “Juramento Falso” (Cascata e Azevedo) – “Beija-me” (Martins e Rossi) – “Palpite Infeliz” (Noel Rosa) – “Boogie Woogie na Favela” (Brean) – “Amanhã Eu Volto” (Martins e Almeida) – “Uma Dor e Uma Saudade” (Pretinho e Saint Clair) – “Aquele Bilhetinho” (Garcez, Silva e Canegal) – “Meu Pecado” (Lupiscínio Rodrigues e Felisberto) – “Errei...e Erramos (Ataulpho Alves) – “Um Caboclo Abandonado” (Benedicto e Herivelto Martins). CLP-11.135.”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 10-11-1960

“ROBERTO AUDI NO PRIMEIRO TIME DOS ARTISTAS CANTORES DA NOVA GERAÇÃO

(Foto de Jairo Jerson Juliano, representante da Copacabana Discos no Estado do Rio Grande do Sul, o cantor Roberto Audi, Sérgio Gabriel Bastos, divulgador em Porto Alegre da Gravadora, e Cláudio Laitano Santos, cronista do Jornal do Dia e responsável pela coluna “Discomentando”).

Roberto Audi, astro da COPACABANA, esteve nesse fim de semana cumprindo contrato em nossa cidade. Aceitando convite, o cantor esteve em nossa redação com o fim de conversar com o cronista e falar de seus próximos lançamentos.

PRIMEIRO ESTREOU EM DISCO E DEPOIS CANTOU EM PÚBLICO

...

E assim diz o conhecido Herivelto Martins: “Roberto Audi pertence ao primeiro time dos cantores moços do Brasil, uma autêntica revelação”. E é de fato!”

 

Discomentando – Jornal do Dia – 29-05-1962

“ÀS SUAS ORDENS

...

FAIXAS DO LP SUCESSOS EM TELECO-TECO

Tudo Cabe Num Beijo (Carolina Cardoso de Menezes – Oswaldo Santiago) – Frio em Minh’Alma (Valladares – Versão de Joluz) – Alguém me Disse (Jair Amorim – Evaldo Gouveia) – Desesperadamente (G. Ruiz – Versão de Jorge Ronaldo) – Rosa de Maio (Mesquita e Evaldo Rui) – Pecado (Pontier – Francini – Bahr – Versão de Mara Silva) – Vereda Tropical (Curiel – Versão de Paulo Gilvan) – Quando o Tempo Passar (Herivelto Martins – David Nasser) – História de Um Amor (Almaran – Versão de Edson Borges) – Não Digo o Nome (Jair Amorim) – Tão Somente Uma Vez (Lara – Versão de Ortêncio) – Tarde Fria (Poly – Henrique Lobo). Intérprete: Mara Silva. Gravadora: COPACABANA.

...”

 

APONTAMENTOS

 

Silvio Caldas, Carmen Miranda, Araci de Almeida e Dalva de Oliveira (sua mulher) foram os principais intérpretes do Herivelto Martins, um dos mais prósperos compositores brasileiros nas décadas de 40 a 60. Juntamente com Dalva de Oliveira e Nilo Chagas formou o Trio de Ouro, cuja primeira gravação ocorreu em 1937: “Itaguari” e “Ceci e Peri”, um disco de 78 rotações do selo “Victor”. O Trio de Ouro passou ainda pela Columbia, Odeon, RCA Victor, Polydor e Copacabana. Em 2003 a gravadora Revivendo lançou o CD “Trio de Ouro”. Do selo “Atração” existe o CD “Herivelto Martins – Que Rei Sou Eu?”, com as vozes de Elizeth Cardoso, Pery Ribeiro, Zezé Motta, Trio de Ouro e As Gatas, interpretando 23 composições de Herivelto Martins. Suas músicas mais conhecidas são “Ave Maria no Morro”, “Praça Onze” (em parceria com Grande Othelo), “Cabelos Brancos” (composta com Marino Pinto), etc.

Herivelto nasceu em 30 de janeiro de 1912 e morreu em 17 de setembro de 1992.