HOME PAGE

A MEMÓRIA DA MÚSICA POPULAR

DISCOS DE SUCESSOS

DISCOS RAROS

FALE CONOSCO

ROBERTO AUDI

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 28-11-1958

“LANÇAMENTOS COLUMBIA

...

A VOZ DO CARAMUJO

Foi lançado o novo LP Copacabana “5 Estrelas Inara”, com doze seleções de autoria da jovem compositora. As cinco estrelas são Elizete Cardoso, Inezita Barroso, Marita Luizi, Leny Eversong e Juanita Cavalcante. - ... – Já gravaram seus discos para o carnaval os seguintes artistas: João Dias, Jorge Veiga, Roberto Silva, Roberto Audi e Gilberto Alves.”

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 12-01-1959

“A VOZ DO CARAMUJO

Roberto Audi irá este mês, por quinze dias, à Punta Del’Este, participando de um grande show com artistas brasileiros.

“Concerto Para Senhoras”, um grande sucesso italiano, será gravado no primeiro LP do cantor revelação, Roberto Audi. A versão é do poeta David Nasser.

...”

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 13-11-1959

“CAMPEÕES DE POPULARIDADE

...

TUDO SOBRE DISCO

...

A Copacabana pretende lançar um disco que espera ser o LP do ano. Contará com uma orquestra de mais de 50 figuras, um coral afinadíssimo, a voz de Roberto Audi e participação de Lamartine Babo, com orquestrações do maestro Guaraná.

...”

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 25-02-1960

“NOVIDADES RCA VICTOR EM LP

...

OS DISCOS MAIS VENDIDOS DO CARAMUJO

São os seguintes os discos em 78 rotações mais vendidos da Copacabana, durante a última semana:

...

São os seguintes os discos em 45 rotações mais vendidos na última semana:

...

Os LPs mais vendidos na última semana são os seguintes: “Carnaval de 1960”, com vários artistas – “E As Operetas Voltaram”, com Roberto Audi - ...

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 27-02-1960

“CARNAVAL DE 1960

A Copacabana acaba de lançar o LP “Carnaval de 1960”, reunindo as seguintes músicas: “Fala Saudade”, samba de Edie Rocha e Milton Legoy (Gilberto Alves) - ... – “Matei a Saudade”, samba de F. Terra, Rosilva e Dantas (Roberto Audi).

...”

DISCOVISION – O Estado do Rio Grande – 12-04-1960

“NOVIDADES DA COPACABANA

...

NOTAS EM DESTAQUE

...

São os seguintes os discos mais vendidos pela Copacabana: “La Violetera”, com Angela Maria - ... – “A Canção é Você”, com Roberto Audi.

...”

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 24-05-1960

ROBERTO AUDI EM NOVO LANÇAMENTO

Um dos grandes intérpretes da nova geração, Roberto Audi, acaba de lançar um novo disco em rotação normal. Em uma das faces está a versão de Julio Nagib da melodia “Romântica”, de Verde e Rascel. No outro lado, o samba-canção de Jorge Smera e Oziel Peçanha, “Férias de Amor”.

Roberto Audi, exclusivo da Copacabana, apresenta-se de maneira notável nesta gravação, especialmente em “Romântica”, música que obteve o primeiro lugar no Festival de San Remo de 1960.

...”

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 21-06-1960

“AS SUAS ORDENS

...

COTAÇÕES DE DISCOS

Excelente – “I’ll Never Fall In Love Again” – Johnnie Ray – Columbia

Excelente – “A Canção é Você” – Roberto Audi – Copacabana

...”

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 10-11-1960

ROBERTO AUDI NO PRIMEIRO TIME DOS ARTISTAS CANTORES DA NOVA GERAÇÃO

(Foto com a seguinte legenda:)

Por ocasião da visita de Roberto Audi à redação do JORNAL DO DIA, foi batida a foto acima. Iniciando pela esquerda temos o sr. Jairo Jerson Juliano, representante neste Estado, da Copacabana Discos, o cantor, o sr. Sérgio Gabriel Bastos, divulgador em Porto Alegre da citada etiqueta, e o colunista, quando palestravam sobre as iniciativas da coluna DISCOMENTANDO.

Roberto Audi, astro da gravadora Copacabana, esteve nesse fim de semana cumprindo contrato em Porto Alegre. Aceitando convite nosso, o cantor veio até a redação do JORNAL DO DIA com o fim de conversar um pouco com o cronista e falar de seus próximos lançamentos.

PRIMEIRO ESTREOU EM DISCO E DEPOIS CANTOU EM PÚBLICO

Roberto Audi é carioca, do bairro da Tijuca. Quem se entusiasmou com a sua voz foi Leny Eversong, que o incentivou a ingressar no campo da música popular, pois ele não havia ainda descoberto a sua verdadeira vocação, e trabalhava nos shows de Carlos Machado percorrendo a América e por vezes tomando parte em filmes.

Estreou em disco para depois cantar em público e a sua estreia deu-se com “No Azul Pintado de Azul”, de Modugno, e a toada “Geada”, de David Nasser e Armando Cavalcanti. Saiu-se tão bem contracenando com a famosa Leny Eversong que a TV Tupi do Rio mandou chamá-lo para a apresentação de uma série de programas exclusivos. Avançando sempre a passo firme para a fama, Roberto Audi realizou outras gravações. Entre estas merece especial destaque o long-play “E As Operetas Voltaram”. Em rotação normal gravou, em ritmo de bolero, a versão de Julio Nagib de “Romântica”, de autoria de Rascel e Verde, que alcançou sucesso absoluto, estando no verso o samba-canção de Smera e Peçanha, “Férias de Amor”. Outra gravação que vendeu bem foi “A Canção é Você”, toada de Fred Chateaubriand e Vinicius de Carvalho, com acoplo de “Noite Triste Sem Ninguém”, samba-canção dos mesmos autores. O mais recente lançamento de Roberto Audi é a guarânia de Waldir Machado, “Eu Amei”, e o bolero de Roberto Mario e Fernando César, “O Maior Amor”.

NOVOS LANÇAMENTOS EM BREVE

Roberto está no momento gravando um “78” que conterá “Ninguém é de Ninguém”, em ritmo de fox, e o samba-canção “Um Novo Céu”. Seu próximo LP será intitulado “Música Para Nós Dois”, com melodias românticas, dançantes e ao mesmo tempo variadas, com o apoio do maestro Guaraná nos arranjos.

Fácil é notar em todas as gravações de Roberto Audi que o seu timbre e a sua maneira de interpretar dá ao ouvinte a impressão de um cantor veterano.

E assim diz o conhecido Herivelto Martins: “Roberto Audi pertence ao primeiro time dos cantores moços do Brasil, uma autêntica revelação.” E é de fato.”

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 31-12-1960

“PANORAMA DO DISCO EM 1960

...

Outros melhores de 1960 – Salientamos mais alguns astros e estrelas que se destacaram durante este ano:

Marita Luizi, com “Sonho Maluco” (Copacabana) - ... – Roberto Audi, com “Eu Amei” (Copacabana) - ...”  

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 26-09-1961

“ASSIM É... ROBERTO AUDI

(Foto do cantor)

ROBERTO AUDI, astro da COPACABANA DISCOS, é carioca da gema. Senhor de uma bela voz, classificada por Nelson Gonçalves como uma das mais promissoras da nova geração, Roberto Audi levou muito tempo para descobrir a sua verdadeira e legítima vocação. Trabalhava com Carlos Machado em seus shows, percorrendo a América do Sul e indo aos Estados Unidos, tomando parte em filmes, mas só veio a se apresentar em solo de música popular, cantando para a plateia, quando Leny Eversong se entusiasmou com a sua voz e o incentivou de maneira irresistível.

Roberto Audi estreou em disco antes de cantar em público. A sua gravação, ao lado de sua madrinha musical, Leny Eversong, foi “No Azul Pintado de Azul”, de Modugno, e a toada “Geada”, de David Nasser e Armando Cavalcanti. Tão bem saiu-se, contracenando no disco de sucesso com a famosa cantora, que a TV Tupi do Rio, na pessoa de Ilsa Silveira, o chamou para uma série de programas exclusivos semanais.

O timbre, a afinação e a interpretação de Roberto Audi já dão ao ouvinte a impressão de um veterano. No dizer de Herivelto Martins, o artista pertence ao primeiro time dos cantores moços do Brasil.

Atualmente, além de seu programa semanal exclusivo, na TV Tupi do Rio, Roberto Audi é também cartaz no Programa Paulo Gracindo, na Rádio Nacional. O cantor também participa de shows extras.Roberto está com uma viagem quase confirmada à Lisboa para fins de outubro deste ano. É provável que antes vá à Buenos Aires.

Novos sucessos de Roberto Audi em selo Copacabana:

“DUAS ROSAS” – Guarânia de Arcênio de Carvalho e Lourival Faissal

Rosa, moça bonita

Passeando pelo jardim

Achou uma linda rosa

E a Rosa mandou para mim.

Rosinha, eu te agradeço

E se eu mereço receber a flor,

Rosinha não demore tanto

Dá-me todo encanto que há em teu amor.

Rosinha me atendeu

E até hoje eu tenho duas rosas

A rosa que é uma linda flor

E a outra Rosa que é o teu amor.

“MÚSICA PARA NÓS DOIS” – beguine de Sérgio Malta

Música para nós dois

Canta o mar também

Linda canção, meu bem,

Vem, amor, dancemos ao luar,

Sonhando paz e luz em nossas vidas

Estrelas mil brilhando em teu doce olhar

O céu, a terra, o luar,

Tudo a cantar,

Sensação de paz infinita

Música, música, amor.”

DISCOMENTANDO – Jornal do Dia – 31-12-1961

“PANORAMA DO DISCO EM 1961

...

Dezembro – Outra cantora em destaque na Chantecler: Lurdinha Pereira, com “Ajuda-me Meu Deus” - PANORAMA DO DISCO EM 1961

...

Dezembro – Outra cantora em destaque na Chantecler: Lurdinha Pereira, com “Ajuda-me Meu Deus”. – Roberto Audi segue para Portugal a fim de cumprir contrato por treze dias. - ...”

PROGRAMAS DE RÁDIO

PROGRAMA “A SUA MANHÃ DE DOMINGO” – Rádio Pampa – Porto Alegre – 20-12-1964

Texto:

“E a partir de agora passamos a apresentar música dedicada ao Natal. Inicialmente ouviremos, pelo acordeonista Mário Zan e coro infantil, em gravação RCA Victor, a conhecida composição de Assis Valente, “Boas Festas”. Logo após, com Roberto Audi e coro infantil, “Sino de Belém”, com adaptação em português de Evaldo Ruy, em disco Copacabana.”

Rodados: Boas Festas / Sino de Belém.

 APONTAMENTOS

Roberto Audi nasceu no dia 10 de fevereiro de 1934 e faleceu em 12 de fevereiro de 1997. Em 1958 recebeu o Troféu Antena de Prata,da Revista Radiolândia. Ainda em 1958 foi considerado, pela imprensa carioca, cantor revelação do ano da tv. Em 1959 atuou na TV Tupi do Rio, Rádio Nacional e TV Rio, e, em São Paulo, na TV Record e TV Bandeirantes. Em 1961 foi novamente homenageado como o cantor revelação do ano, pela Revista do Rádio e pela revista Radiolândia.  

DISCOGRAFIA

78 rpm

1958 – Geada – No Azul Pintado de Azul – Copacabana

1958 – E Me Deixe Entrar – Não Tens Reconhecimento – Copacabana

1958 – Telefonei – Vida de Artista - Copacabana

1959 – Noite de Paz – Outros Caminhos - Copacabana

1959 – Matei a Saudade – Cravo Branco – Carnaval de 1960 – Copacabana

1960 – Romântica – Férias de Amor – Copacabana

1960 – A Canção é Você – Noite Triste Sem Ninguém – Copacabana

1960 – Ninguém é de Ninguém – Um Novo Céu – Copacabana

1960 – Eu Amei – O Maior Amor - Copacabana

1961 – Duas Rosas – Música Para Nós Dois – Copacabana

1961 – Sino de Belém – Boas Festas – Copacabana

1961 – Valsa da Despedida – Feliz Natal, Meu Amor – Copacabana

1961 – Dinheiro Não Há – Adeus Mangueira – Copacabana

1961 – Renunciei – Ponto Final – Copacabana

1961 – São João Diferente – Noite Após Noite – Copacabana

1961 – Vou Beber Até Cair – É Incrível – Copacabana

1962 – Loucura, Loucura – Palhaço de Botequim – Copacabana

1962 – Sofrimento – O Lelê da Lalá – Copacabana

1962 – Adeus, Amor, Adeus – Quero e Não Quero – Copacabana

1963 – Poeira no Caminho – O Céu do Teu Olhar – Copacabana

1963 – Ao Nascer do Sol – Meu Bem – Copacabana

1963 – Meu Castigo – Eu e Elas – Copacabana

1963 – Fim de Ano – Noite Silenciosa – Copacabana

1964 – Estranho na Praia – Tédio – Copacabana

1964 – Meu Patuá – Festa Brava – Copacabana

1964 – Que Fez Você – O Carrinho - Copacabana

LPs

1959 – Concerto Para Senhoras - Copacabana

1960 – E As Operetas Voltaram - Copacabana

1960 – Música Para Nós Dois – Copacabana

s/dta – Presença de Roberto Audi – Copacabana

s/dta – Com Vocês, Roberto Audi - Copacabana